Ranma 1/2vai sair pela JBC!

O Diretor Geral da JBC, Júlio Moreno, acaba de divulgar em caráter oficial dois novos títulos da editora, diretamente do palco da grande final do WCS 2009 JBC Brasil para delírio geral da plateia e cosplays presentes.

RANMA 1/2 (Rumiko Takahashi)

Ele está de volta! Um dos mangás de maior sucesso e mais querido pelos leitores ganha nova edição no Brasil, agora pela JBC.

E para a festa ser completa, as aventuras da turma da Academia de Artes Marciais Tendo serão publicadas mensalmente em formato tankohon, com media de 300 páginas por edição.

Ao todo serão 38 edições cheias de aventura e muita diversão!

Para quem não sabe, a história básica é a seguinte, Ranma Saotome é filho de um tradicional clã de lutadores de artes marciais, seu pai, Genma, decide levá-lo para um enlouquecido treinamento na China. Apesar de avisado por um morador do perigo, Genma arrasta o filho para a região dos lagos amaldiçoados. Ranma acaba caindo na fonte da moça afogada, e o pai no do panda afogado. Assim, quando são molhados com água fria, eles se transformam. Só que Ranma estava noivo e não sabia e o pai o leva para conhecer a sua futura esposa, uma garota tomboy, Akane, que fica amiga da Ranma mulher, até descobrir que a “amiga”, na verdade é o noivo. Ao longo da série, outros amaldiçoados aparecem, assim como pretendentes ao amor de Akane, e outras noivas arranjadas pelo pai que Ranma desconhecia. Mas não sai muito disso.

DNA² (Masakazu Katsura)

Um adolescente que está no auge de sua sexualidade, porém tem sérias crises de vômito sempre que está diante de uma situação mais íntima com uma garota.

Mas, ironicamente, no futuro ele será o único culpado pelo grave problema de superpopulação do mundo, pois o seu DNA é capaz de transformá-lo em um homem irresistível.

Para entender essa história que faz um mix entre humor e ficção científica, a Editora JBC traz novamente ao Brasil DNA², que já havia conquistado o público otaku brasileiro em 2005, quando foi exibido o anime pela primeira vez com tradução para dublagem realizada pela equipe de mangá da JBC.

Fonte: Henshin

Esse é o tipo de anúncio que todo mundo sabia que aconteceria mais cedo ou mais tarde. Ranma foi um dos primeiros mangás a serem publicados aqui no Brasil. Saia em formato americano antigo, isto é, formatão, espelhado e em capítulos. Eram assim os mangás antes da revolução e nós que não tínhamos nada para comprar, corríamos atrás de Rnama 1/2. A editora era a Animangá, uma tradicional loja de São Paulo. Mas a Animangá não agüentou o tranco e Ranma 1/2 foi suspenso. Mesmo com outros mangás no mercado, as pessoas não esqueceram desta que é, acredito, a série mais popular de Rumiko Takahashi no Ocidente antes do fenômeno Inuyasha.

Texto: Valéria Fernandes [Via AnimeBR]

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.