Jogador processa Sony por ter sido banido da PSN!

sony-logo

Parece ser uma tarefa quase impossível de se ser banido da PlayStation Network, apenas o pessoal do caso Dark Dante conseguiu tal feito, no entanto o jogador Erik Estavallo conseguiu o feito enquanto jogava Resistance. Com o acesso negado ao jogo, Estavallo decidiu aquilo que hoje em dia uma grande parte das pessoas nos EUA fazem, ou seja, apresentou uma ação judicial contra a Sony pedindo uma indenização.

O jogador alega que a proibição de acessar a PlayStation Network vai contra à Primeira Emenda da constituição norte-americanos.

O site GamePolitics conseguiu adquirir o documento que foi levado a tribunal onde se pode ler: “Supostamente a interdição foi aplicada ao lesado devido ao seu comportamento quando jogava ao jogo Resistance: Fall of Man, o qual a Sony é proprietária e emprega moderadores para as suas partidas online. Esses moderadores banem e expulsam os jogadores que eles pensam que merecem; no entanto as suas preferências para com determinado jogador parece ser o que determina uma expulsão ou interdição…”

“O lesado estava a exercer a Primeira Emenda dos Direitos da Liberdade de Expressão no fórum público do jogo quando foi banido, não só de Resistance, mas como de jogar todos os outros jogos de forma online através da PlayStation Network.”

Esta proibição tem causado “dor e sofrimento” uma vez que o PS3 “é a única forma do lesado poder socializar-se verdadeiramente com as pessoas uma vez que sofre de Agoraphobia.”

Estavallo pede uma indenização de cerca de 40 mil dolares por danos e exige que a Sony deixe de lhe aplicar proibições de qualquer tipo. Ele alega que o PS3 é a única plataforma que inclui este tipo de proibição. Para ele a Nintendo não costuma banir os seus clientes e a Microsoft muito raramente toma essas medidas.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.